29/04/2018

FIM DO FORO PRIVILEGIADO DEVE REDUZIR EM 95% AÇÕES NO STF



Pela primeira vez, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) vai se debruçar, na próxima quarta-feira, sobre a restrição do foro privilegiado a políticos, atingindo 594 parlamentares da Câmara e do Senado. Pelo novo entendimento da maioria dos ministros, o foro especial deve passar a valer apenas para atos praticados durante o mandato e em decorrência dele. Apenas o ministro Alexandre de Moraes votou até agora pela inclusão também de crimes comuns.

O caso em discussão na Corte é o de Marcos da Rocha Mendes (PMDB), três vezes prefeito de Cabo Frio. Ele é acusado de distribuir carne às vésperas da eleição de 2008, e seus correligionários foram flagrados trocando notas de R$ 50 por votos. Desde então, Mendes foi prefeito e deputado federal e a denúncia transitou entre o Tribunal Regional Eleitoral (TSE) e o Supremo.

O relator do processo de Mendes no STF é o ministro Luís Roberto Barroso, que viu no caso uma oportunidade de mudar a questão do foro.

0 comentários:

Postar um comentário

QUEM SOU EU

QUEM SOU EU

Leysson Gurgel Carlos

Bacharel em Ciências Sociais pela UERN. Ex-integrante do blog Caraúbashonews e também ex-assessor de comunicação da Prefeitura de Caraúbas.

CaraúbasNews

O blog irá sempre ser pautado na ética, no comprometimento e na imparcialidade, buscando sempre trazer notícias com rapidez, dinamismo e credibilidade para leitor.

Contatos

Email: leyssongc@gmail.com
Facebook: @CaraúbasNews
Twitter: @leyssoncarlos

Copyright © Caraúbas News